terça-feira, 15 de maio de 2007

Getting Things Done

É sempre assim. Prometo que vou escrever mais e melhor e sempre fico preso aos trabalhos e estudos. Mas fazer o que, vai ser assim esse ano todo, ou pelo menos com mais ênfase nesse primeiro semestre. Mas chega de meta-blog, vamos ao que interessa!

Tem mais de mil nego nessa blogosfera falando de GTD. Parece que virou moda mesmo esse assunto de produtividade. Vou aproveitar para escrever sobre minha experiência depois que li o livro do David Allen e as idéias que me ajudaram a mudar. E ainda tentar ajudar um grande amigo meu, que tá no mesmo barco que eu: Desorganização e improdutividade :-(

Mas o que diabos é de fato GTD? É a sigla para Getting Things Done. Porcamente traduzida para o português como "tendo as coisas feitas". Essa quase filosofia foi me apresentada pelo mesmo amigo que hoje tá no caos (assim como eu estive). É uma metodologia que ajuda a gerenciar tarefas, projetos de qualquer porte e a qualquer prazo. Planejamento é a palavra da vez!

Mas como funciona? Basicamente a metodologia propõe 5 passos para o gerenciamento efetivo de suas tarefas. Desde a coleta até o simples fato de realizar a tarefa. Veja:
  1. Coletar: Colete TODA TAREFA que chegar até você. O objetivo é manter sua mente vazia e livre pra pensar em outras coisas - essa é a parte stress-free que está escrita na capa do livro :-). Nada de ficar com aquela coisa na cabeça martelando: "Nossa, não posso esquecer daquela prova xis! Tenho que pagar a conta ypsilon!" Não! Anote tudo, você só conseguirar atingir uma plena organização se você anotar exatamente TUDO que chegar a você. Esse é o conceito de inbox: Um local onde você veja frequentemente e que seja confiável. Estamos falando de blocos de papel, agendas, palms, emails, notebook, qualquer coisa. Desde que você veja frequentemente e que seja um local confiável. Eu uso um caderninho preto inseparável. Nele ando anotando tudo. Contas a pagar, idéias, projetos, tarefas, etc.
  2. Processamento: Depois de anotado, faça um breve processamento da informação. O que fazer com a tarefa? É realmente importante? (normalmente eu aglutino esse passo ao próximo)
  3. Organize: Uma idéia é: Se a tarefa levar menos que 3 minutos a ser concluída, faça no mesmo instante. Classifíque-a em grupos, veja se pode ser feita na hora, se for mais demorada agende para um planejamento, delegue-a alguém, etc.
  4. Reveja: Reveja sempre a sua lista de coisas a fazer. Marque uma hora do seu dia e reveja tudo a ser feito. Eu particularmente faço isso (ou tento) todos os dias de manhã e a noite. Seto algumas prioridades e vejo a que horas posso realizar algumas tarefas pendentes e/ou urgentes pro dia.
  5. Do it! Finalemente faça o que está agendado a ser feito.
Obviamente o livro é bem mais completo. Ele martela bastante em algumas teclas mais importantes como o conceito de inbox e o tal stress-free. Manter a mente limpa de tarefas (e possíveis problemas) ajuda bastante na organização. Aconselho fortemente dar uma lida (mesmo que pelo menos o primeiro capítulo) do livro acima citado. Existem algumas idéias interessantes no http://www.efetividade.net/ e no http://lifehacker.com/. A lista de discussão http://br.groups.yahoo.com/group/gtdbr/ também é um boa ponto de encontro dos desorganizados. Dá pra trocar umas experências e técnicas legais.

Taê! Espero ter ajudado pessoal. :-)
Postar um comentário